Chama Mutualista ilumina comemorações do 148.º aniversário da ASMAB

Depois de recentemente ter passado por Espinho e São Pedro do Sul, a Chama Mutualista já está em Bragança, nas instalações da Associação de Socorros Mútuos dos Artistas de Bragança, onde foi recebida por Alcídio Castanheira, presidente da direção (à direita na imagem), e Luís Martins, tesoureiro da instituição. A Chama Mutualista vai, assim, fazer parte das comemorações do 148.º aniversário da ASMAB, que será celebrado no próximo dia 17 de março (sábado). O símbolo luminoso do Movimento Mutua...
Mais

Gabinete de Apoio à Vítima de Violência Doméstica já funciona em Carrazeda de Ansiães

Notícia Publicada a 02 de Março na página do Facebook do Município Carrazeda de Ansiães. "O Município de Carrazeda de Ansiães e a Associação de Socorros Mútuos dos Artistas de Bragança assinaram um protocolo para a criação do Gabinete de Apoio à Vítima de Violência Doméstica em Carrazeda de Ansiães. O novo espaço pretende proporcionar atendimento, apoio, proteção e reencaminhamento de vítimas de violência doméstica, atuando numa lógica de trabalho em rede, de forma a dar respostas de proxi...
Mais

Mogadouro com novo Gabinete de Atendimento às Vitimas de Violência Doméstica

Notícia Publicada pelo Diário de Notícias - Lusa a 22 de Fevereiro "O concelho de Mogadouro vai ter um Gabinete de Atendimento às Vitimas de Violência Doméstica (GAVVD), que tem por objetivo ajudar a prevenir e combater situações de violência de género e doméstica, indicou hoje fonte da autarquia. O GAVVD do concelho de Mogadouro resulta de um protocolo assinado ente o município e a Associação de Socorros Mútuos do Artistas de Bragança (ASMAB) e insere-se no plano governamental da denomin...
Mais

Bragança inaugura abrigo para vítimas

Notícia Publicada pelo Jornal Público a 20 de Fevereiro. "Trata-se do primeiro Centro de Acolhimento de Emergência para Vítimas de Violência Doméstica nesta região criado pela Associação de Socorros Mútuos dos Artistas de Bragança (ASMAB) responsável pelo Núcleo de Atendimento às Vítimas de Violência Doméstica de Bragança. Este centro tem capacidade para receber nove pessoas por um período de 15 dias a um mês, depois do qual as vítimas podem seguir a sua vida se tiverem reunidas condições ...
Mais

Rádio Brigantia – Vai abrir um centro de acolhimento a vítimas de violência doméstica em Bragança

Notícia Publicada pela Rádio Brigantia a 31 de Janeiro: A ASMAB - Associação de Socorros Mútuos dos Artistas de Bragança pretende criar um Centro de Acolhimento de vítimas de violência doméstica emergente, de forma a preencher uma das lacunas de Trás-os-Montes. "Nós elaboramos uma candidatura ao programa Portugal 2020, e era uma lacuna do nordeste transmontano, elaboramos essa candidatura, no sentido de ter em Bragança um centro de Acolhimento a vítimas de violência doméstica, na questão da...
Mais